Porque você deveria saber mais sobre a Tabela Price?

Porque você deveria saber mais sobre a Tabela Price?

Quer esteja a comprar um carro novo, expandir algum setor da sua empresa ou comprar um imóvel, saiba que normalmente existem duas opções para a amortização da dívida: a Tabela Price e a Tabela SAC.

Embora a compreensão dos adiantamentos e das taxas de juros possa parecer difícil no começo, é fácil acompanhar seus pagamentos mensais com uma tabela de amortização.

Afinal, ela mostra quanto de cada pagamento vai para os juros do empréstimo e quanto vai para a dívida propriamente dita.

Isso é importante, pois é essencial compreender os termos do seu empréstimo no momento em que optar por contratar uma linha de crédito.

Ao revisar uma tabela de amortização antes de concordar com um empréstimo, você pode obter uma boa imagem dos pagamentos mensais, quanto tempo levará para pagar o empréstimo e o custo total da operação.

No artigo de hoje, entraremos em detalhes sobre a tabela Price.

Antes de começar… O que é Amortização?

Amortização é o prazo para o pagamento de uma dívida com prestações em um cronograma de pagamento com parcelas fixas durante um determinado período de tempo.

Cada entrada na tabela de amortização é um pagamento único para quitar o empréstimo.

Esses pagamentos são divididos em 2 partes:

  • Parte 1: para o pagamento do saldo devedor;
  • Parte 2: montante destinado aos juros.

No caso da Tabela Price, durante o início do prazo do empréstimo os pagamentos mensais vão para pagar os juros. À medida que a dívida diminui, a porcentagem de juros em cada pagamento diminui e o percentual que segue para abater o saldo devedor aumenta.

Em linhas gerais, se você quiser saber quando será amortizado da sua dívida, o cálculo é o seguinte:

Amortização = Prestação – Juros

O que muda de um sistema para o outro é a maneira de se chegar no resultado de cada uma das variáveis acima.

O que é a Tabela Price?

Durante o século XVIII, a pedido de uma seguradora inglesa, o matemático, filósofo e teólogo inglês Richard Price, criou esse método de amortização como forma de calcular o prêmio dos seguros.

Sua base consiste em apresentar os mesmos valores de parcelas durante toda a duração do empréstimo, o que acaba criando uma série uniforme de pagamentos.

O sistema francês de amortização (outra denominação para a tabela Price) normalmente é utilizado em operações de curto e médio prazo, como compras parceladas e também financiamentos, como o de veículos.

O diferencial é que, para ser capaz de manter o valor constante das parcelas, o tomador de crédito acaba terminando com um saldo de juros acumulados maior.

Porém, o principal benefício desse sistema é a possibilidade de fazer um melhor planejamento financeiro do seu dinheiro, afinal, não vão surgir surpresas durante o período do empréstimo.

Por que analisar uma tabela de amortização?

Uma tabela de amortização, independente do sistema escolhido, mostra como um empréstimo comercial é amortizado à medida que você saldar a dívida com os pagamentos regulares.

Ela vai mostrar o que você está pagando em juros e quanto você está pagando do seu débito, até que o empréstimo seja liquidado.

Como lembrete, o “saldo devedor” do empréstimo é o que você emprestou, enquanto os “juros” é, como você provavelmente sabe, o custo de emprestar esse dinheiro.

Mas você pode não saber que todo pagamento que você faz não é dividido igualmente entre principal e juros.

Na verdade, os tomadores pagam mais juros antecipadamente, deixando a quitação do saldo devedor para o final do prazo do empréstimo.

Que informações você vai encontrar?

Normalmente, as tabelas de amortização costumam incluir as seguintes informações:

  • Pagamentos programados: A tabela mostra todos os pagamentos efetuados ou os pagamentos mensais obrigatórios. Desse pagamento, uma parte vai para as despesas de juros, e o restante paga seu saldo de empréstimo;
  • Despesas de juros: Os juros são normalmente cobrados em seu empréstimo a cada mês. Para calcular a taxa de juros, multiplique seu saldo restante por sua taxa de juros mensal. Especialmente com empréstimos a longo prazo, você precisa levar em consideração que essas taxas consomem a maior parte do pagamento nos primeiros anos;
  • Saldo devedor restante: Depois de aplicar os juros, o restante do seu pagamento vai para pagar sua dívida. Seu saldo de empréstimo diminui ao longo do tempo;
  • Juros acumulados: Algumas tabelas de amortização também incluem totais correntes que somam juros e pagamentos ao longo do tempo.

Exemplo – Tabela Price

Suponha que você empreste R$ 100.000 a 6% ao ano, por 30 anos para ser pago mensalmente.

Como seria o seu cronograma de amortização de acordo com a tabela Price?

Abaixo, você verá as primeiras 12 linhas (detalhando seu primeiro ano de pagamentos) e, em seguida, a tabela pula para o final do empréstimo.

Perceba que o valor das prestações é o mesmo do início ao fim, mas o valor da dívida que é amortizado na 1ª parcela é de R$ 102,62, enquanto o valor amortizado na última parcela é R$ 589,37.

Por outro lado, a quantidade de juros na 1ª parcela começa em R$ 486,76, enquanto não há incidência de juros na última parcela.

Como tomar uma decisão?

Com as informações acima, fica mais fácil avaliar diferentes opções de empréstimo (se você está comparando os credores, escolhendo entre um empréstimo de 15 ou 30 anos ou decidindo se deve ou não refinanciar um empréstimo existente).

Isso, porque a maioria das pessoas que contratam uma linha de crédito nunca olha para o quanto eles pagam em juros.

Em vez disso, eles se concentram apenas em um pagamento mensal acessível – o que não leva em conta o quadro geral.

E isso pode se tornar uma perigosa armadilha. Aliás, este é um dos maiores pontos negativos da tabela Price: a quantidade de juros tende a ser maior.

Mas isso não torna a tabela Price, necessariamente, algo ruim. No fim do dia, é tudo uma questão de conveniência, planejamento e prioridades.

Você já teve alguma experiência com a Tabela Price? Achou que valeu a pena ou não?

Compartilhe nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *