Aprenda tudo sobre os diferentes tipos de lucros e margens de lucro

Compreender o conceito de lucro e de margem de lucro é fundamental para que os donos de empresas e tomadores de decisões alcancem seu objetivo final: ganhar o dinheiro que precisam para ter sucesso e expandir sua empresa.

Isso vale tanto para um empresário que cria uma empresa de web design no conforto da sua casa quanto para um executivo-chefe do alto escalão de uma multinacional.

Para ter sucesso, cada um tem que ganhar dinheiro suficiente para obter lucro e ganhar o suficiente para manter o negócio prosperando, para si e suas famílias, seus empregados, seus acionistas e suas comunidades.

É exatamente aí que o cálculo do lucro e da margem de lucro entra em cena.

O que é o lucro?

Em poucas palavras, o lucro é a quantidade de dinheiro que uma empresa, grande ou pequena, ganha quando comparado com o dinheiro que gasta administrando o negócio.

Muitas vezes conhecido somente como lucro líquido, o lucro é o dinheiro restante depois que cada tipo de gasto é deduzido da receita em um período de tempo específico (mês, trimestre, ano, etc).

Por exemplo, a maioria das empresas de capital aberto mede seus lucros trimestralmente, emitindo relatórios financeiros que avaliam suas receitas, custos, despesas e resultados, que podem ser lucros ou prejuízos.

Os lucros costumam ser usados ​​como uma medida para o desempenho de uma empresa.

Se as margens de lucro são altas, geralmente mostra que a gerência está tomando as decisões certas, a empresa está fabricando ou vendendo os produtos certos da maneira certa, e que a visão que a empresa tem para o futuro pode estar correta.

De maneira contrária, lucros baixos ou nulos geralmente apontam que a empresa pode estar enfrentando problemas significativos, incluindo gerenciamento de má qualidade, demanda fraca ou desinteresse pelo produto ou esforços inadequados de vendas e marketing.

Não há dúvida de que o lucro é o objetivo final para qualquer pessoa jurídica em atividade. Se você não está ganhando dinheiro, sua empresa pode ter um prazo de validade curto.

Portanto, saber calcular o lucro e medi-lo corretamente é o segredo para a gestão de um grande negócio.

Lucro e receita são as mesmas coisas?

Os lucros e as receitas são semelhantes, pois ambos medem o dinheiro que entra em uma empresa, mas é só até aí que há similaridade.

Vamos examinar os lucros e as receitas e ver como eles diferem (e por que essa distinção é importante):

  • Lucro: é o ganho auferido durante uma operação comercial ou no exercício de uma atividade econômica.
  • Receita: é um conjunto de rendimentos que uma empresa recebe ao fazer negócios.

Desta forma, enquanto a receita representa toda a renda que entra em um negócio, o lucro mostra o que resta depois que uma empresa paga todas as suas contas. Até por isso que a receita não pode ser usada unicamente para avaliar todo o desempenho financeiro.

É, sim, importante registrar e acompanhar as receitas, pois é natural que você queira saber o desempenho das áreas de marketing e vendas.

Mas a receita não conta a mesma história que o lucro: você pode ter um volume alto de receita e a sua empresa ainda pode registrar prejuízo se tiver gastos muito elevados.

Diferentes tipos de lucro

Existem diferentes tipos de lucro que todos os tomadores de decisões deveriam conhecer e saber como medir.

Lucro bruto

O lucro bruto é uma categoria na Demonstração de Resultados do Exercício (DRE) de uma empresa que registra a quantia restante ao subtrair o custo de produtos ou serviços vendidos da receita líquida da empresa. O lucro bruto pode ser calculado através da seguinte fórmula:

Receitas Líquidas – Custo do Produto/Serviço Vendido = Lucro Bruto

Na linguagem contábil, também podemos afirmar que o lucro bruto é o lucro de uma empresa antes das despesas operacionais, dos pagamentos de juros e dos impostos incidentes sobre os lucros.

Lucro operacional

Outra categoria chave na Demonstração de Resultados do Exercício (DRE) de uma empresa, o lucro operacional é a quantia de dinheiro restante após a dedução das despesas usadas para operar uma empresa, tendo como partida o lucro bruto.

A fórmula para o cálculo é a seguinte:

Lucro Bruto – Despesas Operacionais = Lucro Operacional

Alguns exemplos de despesas operacionais são: pagamento de colaboradores, despesa de operação, aluguel, luz e etc.

Lucro líquido

O lucro líquido é o montante de dinheiro restante após todos os impostos, despesas, custos, investimentos e gastos não operacionais terem sido subtraídos da receita total da empresa.

Este, no sentido mais amplo, é o ganho ou vantagem obtida na exploração comercial de uma atividade.

O que é margem de lucro?

Uma margem de lucro é um valor que representa a lucratividade de uma empresa, expressa em porcentagem na demonstração de resultados da empresa.

Quanto maior a porcentagem, mais dinheiro a empresa está ganhando referente à sua receita, depois que todas as despesas são pagas.

Da mesma maneira que existem três tipos comuns de lucros, também existem três margens de lucro: a margem de lucro bruto, a margem de lucro operacional e a margem de lucro líquido.

Como calcular a margem de lucro bruto

Os especialistas em contabilidade usam a margem de lucro bruto como um termômetro das estratégias de precificação da empresa, mas principalmente do impacto dos custos do produto/serviço no resultado da empresa.

Se o cálculo levar a uma margem de lucro bruto reduzida, os tomadores de decisão da empresa podem ter que ajustar a precificação ou procurar por oportunidades de redução de custo.

Logo, quanto maior for a Margem de Lucro Bruto, melhor para a empresa.

A margem de lucro bruto é calculada dividindo o Lucro Bruto pela Receita Bruta, como a fórmula a seguir:

Margem de Lucro Bruto = Lucro Bruto / Receita Bruta

Como calcular a margem de lucro operacional

De maneira análoga à margem de lucro bruta, a margem de lucro operacional é calculada dividindo o lucro operacional pela receita bruta, como na fórmula abaixo:

Margem de Lucro Operacional = Lucro Operacional/Receita Bruta

Este indicador serve para compreender o impacto das despesas, que não são ligadas à produção e/ou execução dos serviços, no lucro de uma empresa. Quanto maior for esta margem, também é melhor para empresa.

Como calcular a margem de lucro líquido

A margem de lucro líquido calcula exatamente o que sugere: a lucratividade total da empresa.

Uma margem de lucro líquida robusta sugere que a empresa está no caminho certo e que está crescendo em um período de tempo específico, seja ele mensal, trimestral ou anual.

Por um outro ponto de vista, uma baixa margem de lucro líquido geralmente é um indicador de problemas. Eles podem incluir decisões ruins da equipe de gestão, fraca demanda por produtos e serviços, altos custos e, também, vendas aquém do necessário.

A margem de lucro líquido é calculada dividindo o lucro líquido pela receita bruta total. De uma maneira geral, o cálculo da margem líquida é o seguinte:

Margem de Lucro = Lucro Líquido / Receita Bruta

Fazendo direito

Entender como o lucro impacta uma empresa e como ele é calculado é uma prioridade financeira para os tomadores de decisão.

Embora pareça assunto básico, muitos empreendedores não utilizam os diferentes tipos de lucro para entender como os diferentes tipos de gastos impactam o resultado financeiro da empresa.

Mas fique tranquilo, pois agora você já sabe como calcular sua margem de lucro e como ela influencia diretamente na saúde financeira do seu negócio.

Você costuma considerar a margem de lucro como um fator crítico para a tomada de decisão?

Compartilhe conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *