Entenda como funciona uma Factoring

Saiba o que é factoring e como funciona
Saiba o que é uma factoring e como funciona

Administrar as finanças de uma empresa não é uma tarefa fácil, especialmente quando o capital de giro está apertado e os bancos limitam a oferta de crédito. Nesses casos, uma saída é levantar recursos com uma factoring.

É uma solução bastante comum e antiga, mas no Brasil começou a ganhar notoriedade a partir da década de 1980, com a criação da Associação Nacional de Fomento Comercial (ANFAC.  Apesar disso, já existia muito antes e foi essencial para o desenvolvimento comercial em vários períodos econômicos.

Conheça a solução que ajuda empreendedores a alavancar negócios dos mais variados setores.

O que é?

Também conhecidas como agências de fomento mercantil, as factorings são instituições comerciais que compram à vista títulos de crédito gerados por vendas a prazo. Podem ser boletos, faturas, duplicatas ou outros tipos de ativos.

Em outras palavras, as factorings oferecem uma forma de antecipar recebíveis (link texto).

Para entender melhor, imagine que uma empresa realizou uma venda a prazo, que só será paga em trinta dias. Porém, por um descasamento de caixa precisa de recursos em caixa para retomar a produção imediatamente e fechar novos negócios.

Nesse caso, se a empresa procurar uma factoring, poderá adiantar o recebimento destes recursos financeiros. Evidentemente que não vai cobrir o valor integral, pois terá que arcar com o pagamento de taxas que envolvem: análise de risco, análise de restrições cadastrais, impostos, serviços de cobrança, entre outras coisas.

Algumas as agências de factoring também oferecem outros serviços especializados, como gestão financeira e cobrança. Conheça cada um deles;

Tipos de Factoring

  • Convencional: envolve a compra de direitos creditórios, isto é, os títulos de créditos que uma empresa vai receber (duplicatas, cheques, contratos de aluguel, créditos de operações industriais, comerciais,, etc.)
  • Maturity: a agência de fomento assume a gestão financeira das contas a pagar e receber.
  • Exportação: quando duas factorings, uma de cada país, intermediam o processo de exportação.
  • Matéria-Prima ou Fomento: a agência compra a matéria prima à vista e a empresa para com a receita gerada pela produção

Factoring é um empréstimo?

Essa dúvida é recorrente, mas em primeiro lugar é importante esclarecer que factoring é uma instituição comercial e não uma modalidade de crédito.

Além disso, apesar de fazer transações de capital com cobrança de taxas, a operação não pode ser considerada um empréstimo. Na prática é muito similar, mas do ponto de vista legal existem algumas diferenças.

A principal delas é que as agências de factoring não podem atuar como instituições financeiras e captar recursos de terceiros, como bancos ou FIDCs. Logo, atuam apenas com recursos próprios.

Razões para fazer

As factorings são muito procuradas por empresas pequenas e médias, pois geralmente têm  acesso limitado à crédito, especialmente com taxas de juros competitivas.

O adiantamento da receita é utilizado para conseguir capital de giro para várias finalidades. Por exemplo;

  • Cobrir emergências
  • Capital de giro, como compra de matéria prima e folha de pagamento
  • Terceirizar a administração financeira e de cobranças

Cuidados e Riscos

Contratar os serviços de uma factoring requer alguns cuidados para evitar contratempos e prejuízos.

Começando pela escolha do recebível que vai sustentar a operação. É extremamente importante que seja emitido por um cliente de confiança, que tenha um bom histórico de pagamento. Caso fique inadimplente, cada vez que ele atrasar, você será cobrado e terá que pagar taxas administrativas.

Não deixe de pesquisar e solicitar o máximo de informações sobre todos os custos da operação. Muitas vezes, a factoring destaca a taxa principal e deixa outros encargos para serem discutidos na formalização do contrato. Somando tudo no final, o custo pode ficar muito elevado.

Por fim, um cuidado que deve ser tomado sempre que for antecipar uma receita; planejamento. Cuidado para não resolver um problema agora que pode gerar um problema maior no futuro. Não esqueça que está pagando taxas e não receberá o valor integral da sua venda. Isso significa que o custo do seu produto aumentou e o seu faturamento caiu.

Como fazer

As empresas de factoring estão no mercado há muito tempo, mas isso não impediu que acompanhassem o processo de modernização. Muitas estão se adequando ao modelo das startups e oferecem um serviço online.

Por exemplo, no pregão virtual da Finpass é possível receber propostas de várias factorings, além das ofertas de bancos e FIDCs.

Para começar o processo, você só precisa cadastrar sua empresa e descrever as características dos seus recebíveis..

Basta entrar no site e preencher um cadastro informando qual é o valor solicitado. Após fazer uma rápida análise, a plataforma vai abrir a página do pregão indicando todas as ofertas disponíveis. Na sequência inicia-se o processo de negociação e formalização do contrato para liberar o crédito.

Como escolher uma empresa de factoring

Existem muitas empresas desse formato operando no mercado. Por isso, para garantir um bom negócio é muito importante tomar alguns cuidados.

Primeiro, tenha certeza se é a melhor solução para o seu negócio. Considere levantar recursos de outra forma. Existem diversas modalidades de empréstimo para empresa, algumas com taxas mais competitivas.

Se estiver decidido, tenha certeza de está negociando com uma empresa segura. Verifique referências ou consulte se faz parte da Anfac (Associação Nacional de Fomento Comercial).

Também averigue se a factoring investe em tecnologia e possuiu processos ágeis que vão facilitar a liberação do crédito.

A melhor forma de verificar todos esses critérios é utilizar uma plataforma digital como a Finpass. Reúne as melhores empresas do mercado e encontra as melhores propostas com um cadastro.

Quer saber mais? Deixe a sua dúvida nos comentários! Os nossos especialistas vão responder a sua questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *